Hepatite

Novos estudos sobre o câncer de fígado

  • PDF
tamanho:

Pesquisadores em diferentes países fizeram um estudo recente sobre o câncer de fígado. O carcinoma hepatocelular (HCC) é um câncer primário de fígado que começa nas células do fígado. Infelizmente as hepatites virais são o  principal fator de risco para o desenvolvimento do carcinoma hepatocelular (HCC).
Os estudos recentes examinaram o câncer de fígado em níveis moleculares, o que pode levar a melhores tratamentos desse tipo de câncer, o que representa um alívio potencial  para muitas pessoas que sofrem com a hepatite B e a hepatite C em estágio avançado.
O carcinoma hepatocelular é um tipo de câncer que ocorre quando células do fígado sofrem mutações  em seu DNA - material genético que contém instruções para cada processo químico no corpo.
Mutações no DNA causam alterações nessas intruções, o que pode acarretar o crescimento de células fora do controle, resultando na formação de um tumor cancerígeno.
Os estudos realizados no Japão e em Hong Kong divulgados em julho de 2011 na edição on line da revista Nature Genetics, com pacientes  portadores de hepatite C, apontaram uma melhora na recorrência do câncer com o uso da proteína inibidora CD-24 e a proteína STAT3. 
No mundo todo mais de 500 mil pessoas morrem anualmente de câncer primário de fígado, e é a sétima forma mais comum de câncer no mundo.
Atualmente o carcinoma hepatocelular  é considerado um agente potencialmente fatal para os estágios avançados das hepatites B ou C. 
Através desses novos estudos esse quadro pode ser mudado, com o aprimoramento de novas terapias que melhorarão o prognóstico de câncer primário de fígado.

 Fonte: Hepatitis Central


Add this page to your favorite Social Bookmarking websites
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar